Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

conaculta

"We must enter into that willing suspension of disbelief required in the reading of any poem"

Mykonos

Gostar de mulheres foi a coisa mais linda que me aconteceu na vida. Amar uma mulher é gostar mais além do gostar. É entrar no mar num dia muito quente de Verão, ao acordar ou ao anoitecer quando veem os tubarões e é perigosíssimo. Querer morder o pescoço de uma mulher é das melhores ansiedades que já senti. O cheiro, os medos, os risos, os joelhos, a cor da pele, a barriga, as maminhas, o sorriso, as maminhas - sim voltei a repetir-me- a cabeça de uma mulher, são únicos, em cada uma e mais muito mais, em todas as que amei de morrer de amor e encanto e dor e prazer e maldade. O prazer, o amor, a paz nos olhos delas entontecem-me, põem-me tão louca de satisfação como quando bebo o primeiro Gin-Tónico num bar, no Verão a ver o mar. Os acasos que tive com as mulheres que amei foram os mais lindos acasos, porque fizeram mais por mim que anos e anos de livros e música barroca. Hoje à noite, morderia cem vezes o teu pescoço e faria desse acto tresloucado a minha promessa de amar-te e amar-te e amar-te. E sim, até poderias vendar-me.


«we must enter into that willing suspension of disbelief required in the reading of any poem»

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D