Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

conaculta

"We must enter into that willing suspension of disbelief required in the reading of any poem"

Tectos trabalhados

Ter um Chesterfield, assim como ter estudado um bocado de Dante Alighieri no colégio, como tu estudaste nas freiras, dava-me  vontade de ti. O mar e ver o pôr-do-sol da Cala Migjorn, de mãos dadas parecia-me um certo tipo de lesbianismo erudito e muito sexy.

Passeavas pelo barco, muito despojada e espontânea, quase um totem, ah, elegantíssima na tua androginia. A mais alta e sem maminhas, gira, gira de morrer, bonita demais e tão moralmente deformada pela aparência que gostavas de países como o Cambodja e me contavas fascinada, sobre amigos que voltavam à província para mexer nas vacas e plantar tomilho e mudar de vida. Já isso, a mim me parecia uma grande, uma enorme de uma bad trip, da qual te tentava acordar quando brincávamos e te empurrava borda fora e caías a rir-te de mim, no mar azul de Formentera.


«we must enter into that willing suspension of disbelief required in the reading of any poem»

Autora

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D